Debruça sobre mim o seu peso

do querer.

depois debruço-me sobre voce,

todo o peso de meu desejo.

 

 

Cavalgarei na estrela que se faz,

deixar-me-ei  ser,

tão outra pessoa,

tão tudo

tão sua.

 

 

Palavras saem sem pensar,

tocam o lugar de excitar,

cumprem e perdem-se no ar...

Assim como todos os sons do

amar,

ecoam,

colorem,

espalham-se,

inundam...

 

 

Unem-se..

Voam na nuvem,

flutuam...

 

 

Embebedam,

saem de si,

permitem-se...

 

 

São, na ação do fazer

do amor,

hospedam o desejo,

e viajam na emoção...

 

 

 

Texto e Voz:

Jane Lagares

Brasilia, maio de 2001

Compartilhe Twitter Compartilhe Google +
Enviar Pagina Por Email