Estou com sede de ti,
algo de boca seca,
de calor,
de banho,
língua,
cio.

Vou matar esta sede em tua saliva,
em teu corpo,
em tudo de ti
Ver o brilho total de nós,
saciar desejos,
sair de meu linear estado,
estar em ti,
contorcida,
estendida,
encaixada,
tua...
Ter-te dentro de mim,
sede,águas e gozo.


Brasília, 17 de outubro de 2001

Voz Jane Lagares




 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe Twitter Compartilhe Google +
MENSAGENS MIDI FONADA - TRADUÇÃO - POEMA - MIDI - BACKGROUND - PLACIDOHOMES